sábado, 18 de fevereiro de 2017

Que dizer sobre isto?

Não há muito a dizer sobre isto. Apenas que lamento tanto que isto tenha acontecido. 
Ouvi esta noticia com um misto de tristeza, incredulidade e estupefacção. 
Como explicar isto aos pais? Como superar uma coisa destas?
Há que apurar responsabilidades, esta situação não pode passar impune, nem por estes pais, nem por outros. 
Não pode haver tolerância nestas ocorrências. Estou chocada. 

9 comentários:

  1. Os nossos serviços de saúde estão cada vez pior

    ResponderEliminar
  2. Este país não é para velhos....Este país não é para ninguém
    Há que haver uma mudança .. quiçá Nero seria uma hipótese
    Kis :=}

    ResponderEliminar
  3. Eu quero seguir-te mas não vejo a mibi-aplicação
    Kis :={

    ResponderEliminar
  4. Aqui em casa, disse que matava tudo no hospital.
    Nem quero imaginar como seria se fosse comigo.
    Não se admite uma coisa destas, meu Deus.

    ResponderEliminar
  5. Cada vez mais só podemos contar com nós próprios. Infelizmente há situações que não conseguimos resolver sem ajuda. A maioria dos médicos do nosso país nem sequer se importam com nada...

    ResponderEliminar
  6. Infelizmente acontece....não devia....nem quero imaginar a dor e a revolta daquela família.


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  7. É assustador! Qualquer pessoa pode passar por períodos longos de espera nas urgências, mas tratando-se de uma grávida, parece-me incompreensível. Nem quero imaginar o sofrimento daquela família...

    ResponderEliminar
  8. Quando ouvi esta notícia na televisão, senti um arrepio estranho. Se fosse comigo, o mundo desabava. Há coisas pelas quais nenhuma mulher merece passar.

    ResponderEliminar
  9. Mesmo com a modernização dos sistemas de cuidados de saúde coisas como esta acontecem sempre :/ É uma pena que não sejam evitadas...

    ResponderEliminar

Nem tudo é mau

No último post falei que a minha pestinha é uma bebé dificil e que ás vezes apetece-me fugir. Mas nem tudo é mau. Há uma coisa que a mi...