Alienação parental

Não sabia da existência da série documental "Vidas Suspensas" da Sic. 
Foi por acaso que na segunda feira a televisão de casa estava ligada neste canal a esta hora e o programa chamou-me a atenção.
Pelo que percebi todas as semanas o tema é diferente e as pessoas entrevistadas são outras. Esta semana o tema era a Alienação Parental.

Confesso que não é tema que conheça muito bem e foi mesmo isso que me chamou a atenção. Quis conhecer e percebi que alienação parental é quando um pai/mãe manipula o filhos/filhos criando uma imagem negativa e distorcida do outro progenitor, para que este seja "odiado" pela criança. Basicamente é utilizar os filhos como instrumentos para atingir o outro.

Achei incrível e surreal alguém conseguir agredir psicologicamente uma criança desta maneira.

Quando ocorre uma separação, seja porque motivo for, por mais grave e trágico que seja, os filhos nunca têm culpa e não podem de maneira nenhuma ser utilizados como arma de arremesso para atingir o pai ou a mãe.

Não sei o dia de amanhã, e espero sinceramente ficar com o pai da minha filha (que agora também é noivo) até ao fim dos meus dias, mas espero que se algo acontecer, eu não me torne numa pessoa má, mesquinha e sem carácter para fazer isto.

Deu-me tremenda pena dos pais que foram entrevistados no episódio. Ver os filhos apenas uma vez por mês (com sorte), fazer 600km todos os fins de semana para estar com eles, recorrer frequentemente a tribunais apenas para poder olhar para eles....E não fazia ideia da quantidade de pais que estão a viver esta situação atualmente.

Estamos no século XXI ou retrocedemos e eu não me apercebi???

Comentários

  1. É muito triste. Não olham a meios para atingir os fins que neste caso será magoar ao maximo o outro.

    ResponderEliminar
  2. Olá, também vi o programa, também me pergunto como que é possível um pai ou a mãe manipular um filho sem defender o interesse da criança quando esta não teve culpa do casamentos dos pais ter falhado, certas pessoas usam uma camada de verniz até que este estala e revela o seu verdadeiro carácter.
    AG

    ResponderEliminar
  3. Acho um assunto tremendamente importante e delicado. Muitos são os país que realmente usam os filhos como veículo para atingirem os antigos parceiros. É terrível e desumano.

    ResponderEliminar
  4. Por acaso já tinha visto essas reportagens, queria ter visto esta em específico por ser algo que tratei/falei nas aulas na universidade mas infelizmente não vi

    ResponderEliminar
  5. Eu trabalho na área de Família e Crianças. A alienação parental é uma praga. Devia ser crime. É horrível para os meninos.

    ResponderEliminar
  6. Eu não estou com o pai do meu filho e a nossa relação, que costumava ser amigável, caiu de tal modo que já não conseguimos sequer conversar. Sinto toda a espécie de coisas negativas em relação a ele e coisas que é melhor nem expressar em público, porque não posso. No entanto, o meu filho de 8 anos, nunca se apercebeu de nada. Não discutimos à frente dele e todas as conversas que tenho com a madrinha dele, o namorido ou a minha mãe sobre "o outro", ele não assiste. Não quero que ele se sinta mal. Todas as conclusões que ele tirar sobre o pai, quero que o faça por causa das atitudes dele e por sua própria observação dos acontecimentos. Não quero ter qualquer influência nisso e acho de um grande egoísmo alguém fazer isso ao próprio filho, porque as crianças não são armas de arremesso.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares