quarta-feira, 21 de junho de 2017

Agradecer

É pena que seja preciso acontecer e vermos tanta desgraça para valorizarmos a nossa vida.
É pena, mas é mesmo assim!
Quantas vezes nos queixamos de tudo o que temos, do que não temos, do que nos faz falta, do que gostávamos de ter, da roupa que queremos comprar, das férias que queríamos fazer mas não podemos, que estamos muito cansados, que não nos sai o euro milhões blá blá blá...

E depois acontecem coisas como a tragédia de Pedrogão Grande e o coração pára. Não dá para ver noticias, não dá sequer para ligar a televisão...não consigo pensar noutra coisa. Não imagino, nem quero imaginar a dor das famílias, das pessoas que morreram carbonizadas naquela estrada...
Sinto-me angustiada e agoniada.
Como se vive depois disto? Como irão resistir aquelas pessoas?

E é nestas desgraças que vemos a insignificância dos nossos problemas. Eu falo por mim.
Não tenho problemas nenhuns, não tenho nada de que me queixar, não tenho esse direito. As "merdinhas" que me vão surgindo na minha vida não são nada comparadas com isto. Nunca serão nada comparadas com isto.

E hoje eu só quero agradecer. Agradecer pelos meus problemas. Que os meus problemas e as minhas dificuldades sejam sempre as que tenho agora. 

4 comentários:

  1. É mesmo isso: que os nossos problemas continuem a ser como os que agora temos!

    ResponderEliminar
  2. Concordo com o que dizes, mas acho que cada um tem direito às "suas dores". O que para ti poderá ser super importante, para mim pode ser uma coisinha de nada e vice versa.
    É claro que nem quero imaginar o que essas pessoas estão a passar, mas não acho que devamos menosprezar os nossos problemas também.

    Beijocas

    ResponderEliminar

Nem tudo é mau

No último post falei que a minha pestinha é uma bebé dificil e que ás vezes apetece-me fugir. Mas nem tudo é mau. Há uma coisa que a mi...